Estação Júlio Prestes

Em 2 de fevereiro de 1870, empresários sorocabanos liderados pelo cidadão austro-húngaro comerciante de algodão Luís Mateus Maylasky, criam a Companhia Estrada de Ferro Sorocabana.

Em 10 de julho de 1875, inauguram o primeiro trecho da ferrovia ligando a Estação São Paulo e a fábrica de ferro de Ipanema, passando por Sorocaba.

Originalmente, a Estação São Paulo localizava-se na esquina da Rua Mauá com a Rua General Couto Magalhães ao lado da Estação da Luz que era operada pela São Paulo Railway. A localização facilitava o bandeamento das mercadorias vindas do sudoeste e oeste paulista para a São Paulo Railway – então, a única ferrovia que fazia o trajeto da capital ao porto de Santos.

Inicialmente concebida para transportar as safras de algodão, as receitas geradas pelo transporte desse produto logo se revelaram insuficientes, levando a ferrovia a enfrentar sérias dificuldades financeiras. Em assembleia geral realizada no dia 15 de maio de 1880, Maylasky foi demitido e substituído por Francisco de Paula Mayrink.

Mayrink, convencido que o sucesso da ferrovia estava condicionado ao transporte do café, expande seus trilhos na direção de Botucatu indo até Assis.

As dificuldades financeiras persistem durante os anos seguintes e depois de diversas mudanças no controle acionário, o Estado de São Paulo assume o controle da empresa em 9 de setembro de 1919.

A estação atual foi projetada por Cristiano Stockler das Neves e Samuel das Neves em 1925. A construção foi iniciada durante o mandato de Júlio Prestes como presidente do Estado de São Paulo, mas a quebra da bolsa de Nova York em 1929, o término da hegemonia da monocultura cafeeira e a priorização de outros modos de transporte público afetaram grandemente as ferrovias paulistas. A estação seria inaugurada somente em 1939.

O projeto original previa um imponente hall cercado de colunas em estilo coríntio e coberto por vitrais. No entanto, a falta de verbas fez com que em seu lugar fosse construído um jardim clássico francês de 960 metros quadrados.

Em 1951, a estação teve seu nome alterado para Estação Júlio Prestes.

Na década de 1990, o governador Mário Covas, atendendo a um pedido do regente da Orquestra Sinfônica de São Paulo John Neschling, decidiu restaurar a estação de maneira que o local onde antigamente localizava-se o jardim fosse convertido em uma sala de concertos, a Sala São Paulo.

Galeria de Fotos

Panorama 360 graus

Vídeo

Deixe uma resposta